GRANDES SINAIS PROFÉTICOS PARTE I

Existem grandes sinais proféticos ,que se cumpriram ou eles estão em alguma fase de cumprimento ,vamos lista-los com suas principais referências Bíblicas e vários comentários sobre eventos atuais,preocupamos sempre em periodicamente atualizar o olhar profético uma vez que a medida que novos fatos acontecem muitos pontos até então não bem entendidos começam a elucidar-se O RENASCIMENTO DE ISRAEL
Todos os grandes profetas testemunharam que Deus tiraria o povo judeu de seu penoso exílio gentílico (todas as nações) e o reconduziria novamente à terra de Israel antes da volta do Senhor E vos tomarei dentre os gentios, e vos congregarei de todas as terras, e vos trarei para a vossa terra." "Assim diz o Senhor Deus: Eis que eu tomarei os filhos de Israel dentre os gentios, para onde eles foram, e os congregarei de todas as partes, e os levarei à sua terra." E há de ser que naquele dia o Senhor tornará a pôr a sua mão para adquirir outra vez o remanescente do seu povo, que for deixado, da Assíria, e do Egito, e de Patros, e da Etiópia, e de Elã, e de Sinar, e de Hamate, e das ilhas do mar. E levantará um estandarte entre as nações, e ajuntará os desterrados de Israel, e os dispersos de Judá congregará desde os quatro confins da terra. (Isaías 11:11-12) UMA VIAGEM ATRAVES DOS SÉCULOS NA HISTÓRIA DE ISRAEL O renascimento da nação de Israel foi sem duvida um dos acontecimentos de maior importância na historia do mundo uma vez que nunca uma nação passou tanto tempo disperso em terras alheias sem perder seus padrões culturais e sem ser contaminados por culturas das nações gentílicas. O rei Davi fez de Jerusalém a capital de seu reino e o centro religioso do povo judeu em 1003 a.C. (2 Sm 5.7-12). 7 Porém Davi tomou a fortaleza de Sião; esta é a cidade de Davi. 8 Porque Davi disse naquele dia: Qualquer que ferir aos jebuseus, suba ao canal e fira aos coxos e aos cegos, a quem a alma de Davi odeia. Por isso se diz: Nem cego nem coxo entrará nesta casa. 9 Assim habitou Davi na fortaleza, e a chamou a cidade de Davi; e Davi foi edificando em redor, desde Milo para dentro. 10 E Davi ia, cada vez mais, aumentando e crescendo, porque o Senhor Deus dos Exércitos era com ele. 11 E Hirão, rei de Tiro, enviou mensageiros a Davi, e madeira de cedro, e carpinteiros, e pedreiros que edificaram a Davi uma casa. 12 E entendeu Davi que o Senhor o confirmara rei sobre Israel, e que exaltara o seu reino por amor do seu povo. Passados Cerca de 40 anos, seu filho Salomão edificou o templo (centro religioso e nacional do povo de Israel ) e a cidade tornou-se a próspera capital de um império que se estendia do Eufrates até o Egito (1 Rs 6 a 10).
1 E SUCEDEU que no ano de quatrocentos e oitenta, depois de saírem os filhos de Israel do Egito, no ano quarto do reinado de Salomão sobre Israel, no mês de Zive (este é o mês segundo), começou a edificar a casa do Senhor. 2 E a casa que o rei Salomão edificou ao Senhor era de sessenta côvados de comprimento, e de vinte côvados de largura, e de trinta côvados de altura. Nabucodonosor, rei de Babilônia,invadiu e conquistou Jerusalém em 586 a.C., destruiu o templo e levou o povo judeu ao exilio na babilonia (Dn 1.1-2). 1 NO ano terceiro do reinado de Jeoiaquim, rei de Judá, veio Nabucodonosor, rei de Babilônia, a Jerusalém, e a sitiou. 2 E o Senhor entregou nas suas mãos a Jeoiaquim, rei de Judá, e uma parte dos utensílios da casa de Deus, e ele os levou para a terra de Sinar, para a casa do seu deus, e pôs os utensílios na casa do tesouro do seu deus. passados Cinqüenta anos os Persas conquistaram a Babilônia,e o rei Ciro permitiu que os judeus retornassem à sua pátria e lhes concedeu autonomia. Eles construíram o segundo templo no local do primeiro e reconstruíram a cidade e suas muralhas (Ed 6; Ne 3 a 6). 1 ENTÃO o rei Dario deu ordem, e buscaram nos arquivos, onde se guardavam os tesouros em Babilônia. 2 E em Acmeta, no palácio, que está na província de Média, se achou um rolo, e nele estava escrito um memorial que dizia assim: 3 No primeiro ano do rei Ciro, este baixou o seguinte decreto: A casa de Deus, em Jerusalém, se reedificará para lugar em que se ofereçam sacrifícios, e seus fundamentos serão firmes; a sua altura de sessenta côvados, e a sua largura de sessenta côvados; Conquistou então Alexandre Magno Jerusalém em 332 a.C. depois da sua morte, a cidade foi governada pelos ptolomeus do Egito e em seguida pelos selêucidas da Síria. A helenização da cidade foi ao auge sob o rei selêucida Antíoco IV (Epifânio); a profanação do templo e a tentativa de anular a identidade religiosa dos judeus originou uma revolta. Judas Macabeu,liderou a revolta em os judeus derrotaram os selêucidas, reconsagraram o templo ( 164 a.C.) e restabeleceram a independência judaica sob a dinastia dos hasmoneus, que se conservou no poder durante mais de 100 anos, até Pompeu impôr a lei romana a Jerusalém. O rei Herodes (Lc 1.5), o edomita que foi posto no poder pelos romanos para governar a Judéia (37- 4 a.C.), estabeleceu instituições culturais em Jerusalém, construiu majestosos edifícios públicos e remodelou o templo, transformando-o num edifício de glorioso esplendor. Os judeus revoltaram contra Roma por volta de 66 d.C O governo romano aumentou muito a opressão sobre o povo após a morte de Herodes.Houve alguns anos em que Jerusalem esteve livre da opressão estrangeira mas em 70 d.C. as legiões romanas comandadas por Tito conquistaram a cidade e destruíram o templo. A independência judaica foi restaurada por breve período durante a revolta de Bar-Kochba (132-135 d.C.), mas os romanos novamente triunfaram. Os judeus foram proibidos de entrar em Jerusalém; o nome da cidade foi mudado para Aelia Capitolina e os romanos a reconstruíram, dando-lhe as feições de uma cidade romana. Por um século e meio, Jerusalém foi uma pequena cidade de província. Esse quadro modificou-se radicalmente quando o imperador bizantino Constantino transformou Jerusalém em um centro cristão. A Basílica do Santo Sepulcro d.C.) foi a primeira de um grande número de majestosas construções que se ergueram na cidade. Os exércitos muçulmanos invadiram o país em 634 d.C. e quatro anos mais tarde o califa Omar conquistou Jerusalém. Somente durante o reinado de Abd el-Malik, que construiu o Domo da Rocha (Mesquita de Omar) em 691 d.C., Jerusalém foi por um rápido período a residência do califa. Após um século de domínio da dinastia omíada de Damasco, Jerusalém passou, em 750 d.C., a ser governada pela dinastia dos abássidas de Bagdá, em cuja época começou o declínio da cidade. Jerusalém foi conquistada pelos cruzados em 1099 d.C., massacraram seus habitantes judeus e muçulmanos e fizeram da cidade a capital do Reino Cruzado. Sob o domínio dos cruzados, sinagogas foram destruídas, velhas igrejas foram reconstruídas e muitas mesquitas transformadas em templos cristãos. Os cruzados dominaram Jerusalém até 1187 d.C., quando a cidade foi conquistada por Saladino, o curdo.d Jerusalém então foi governada pela aristocracia militar do Egito,os Mamelucos apartir de 1250 d.c,por eles foram construídos inúmers e elegantes edifícios,mas classificavam a cidade apenas como centro centro teológico muçulmano porisso a cidade foi economicamente arruinada em razão de altíssimos impostos e desleixo total. Em 1517 os turcos otomanos conquistaram a cidade e este domínio se prolongou por quatro séculos,as muralhas de Jerusalem foram reconstruídas por Suleiman o Magnífico(1537) Construiu o Reservatório do Sultão e várias fontes públicas foram instaladas por toda a cidade. Após sua morte, as autoridades centrais de Constantinopla não demonstraram interesse por Jerusalém. Durante os séculos XVII e XVIII,foi registrado em Jerusalém um de seus piores períodos de decadência. E a prosperidade veio á Jerusalémr a partir da segunda metade do século XIX.Quando o retorno de um crescente número de judeus à sua pátria ancestral ocorreu, o declínio do Império Otomano e o renovado interesse da Europa pela Terra Santa foram os fatores do reflorescimento da cidade. O exército britânico, comandado pelo general Allenby, conquistou Jerusalém em 1917. Entre 1922 e 1948, Jerusalém foi a sede administrativa das autoridades britânicas na Terra de Israel (Palestina), que fora entregue à Grã-Bretanha pela Liga das Nações após o desmantelamento do Império Otomano no final da Primeira Guerra Mundial. A cidade desenvolveu-se rapidamente, crescendo rumo ao oeste, parte que se tornou conhecida como a “Cidade Nova” Jerusalém foi conquistada em 1917 pelo exército britânico comandado pelo General Allenby E a sede administrativa das autoridades britânica esteve nas terras de Israel que fora entregue à Grã-Bretanha pela Liga das Nações após o desmantelamento do Império Otomano no final da Primeira Guerra Mundial de 1922 a 1948 A cidade desenvolveu-se rapidamente, crescendo rumo ao oeste, parte que se tornou conhecida como a “Cidade Nova” Com o término do Mandato Britânico em 14 de maio de 1948 e de acordo com a resolução da ONU em 29 de novembro de 1947, Israel proclamou sua independência e Jerusalém tornou-se a capital do país. Opondo-se ao estabelecimento do novo Estado, os países árabes lançaram-se num ataque de várias frentes, o que deu origem à Guerra da Independência em 1948-49. As linhas de armistício, traçadas ao final da guerra, dividiram Jerusalém em duas partes: a Cidade Velha e as áreas ao seu redor, ao norte a ao sul, ficaram sob o domínio da Jordânia; Israel reteve o controle das partes ocidental e sudoeste da cidade. Jerusalém foi reunificada em junho de 1967, em resultado de uma guerra na qual a Jordânia tentou apoderar-se da parte ocidental da cidade. O quarteirão judeu da Cidade Velha, destruído sob o domínio jordaniano, foi restaurado e os cidadãos israelenses puderam de novo visitar os seus lugares santos, o que lhes tinha sido negado desde 1948 até 1967. Muitos sinais espetaculares ainda vão aontecer naquela nação antes da volta de Jesusa ,confirmando assim a aliança inquebrável que DEUS tem com o povo judeu do qual veio o Messias e a salvação de toda a humanidade. Pr.Marcelo Benjamin Maranata vem Jesus

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

casavam e davam -se em casamento

Rede Globo a serviço do Espiritismo

fomos feitos justiça de Deus!O que isto significa?